Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Proceed

Early music

Ay, linda amiga

Ay, linda amiga é uma canção de autor anónimo do século XVI de temática amorosa e melancólica.

Faz parte da polifonia profana da época do Renascimento.

É referenciada por alguns como fazendo parte do “Cancionero do Palácio”(Cancioneiro castelhano) e por outros como uma harmonização posterior, já no século XX, por Eduardo M. Torner (1888-1955) de uma melodia recolhida no “Libro de Música de Vihuela”de Luys Milan (Valência , 1535-36).

GÉNERO MUSICAL

 

Conversar com o grupo sobre o conceito de Música Antiga:

  • Situá-la cronologicamente no tempo;

  • Enquadrá-la historicamente;

  • Contextualizá-la socialmente;

  • Explicar e mostrar visual e auditivamente (cd, dvd ou internet), em termos organológicos (descrição e classificação dos instrumentos musicais), os instrumentos musicais que se usavam na época;

  • Ouvindo a versão áudio voz com acompanhamento tentar identificar, auditivamente, alguns timbres instrumentais usados no acompanhamento instrumental da canção (por exemplo o alaúde);

  • Procurar encontrar e estabelecer as diferenças entre música antiga e a música atual (contemporânea).

 

TEXTO E RITMO

 

  • O professor traduz o texto de castelhano (espanhol) para português e conversa sobre o seu significado;

  • Dizer o texto sem andamento pré-definido até que o grupo o aprenda em termos de pronunciação e dicção;

  • Ler o texto com o andamento definido na partitura, ouvindo ao mesmo tempo a versão áudio – voz com acompanhamento;

  • Omitir palavras previamente combinadas para assim melhor facilitar a memorização frásica;

  • Acompanhar a música com a marcação corporal da pulsação e posteriormente do ritmo da canção;

  • Estimular a memorização da canção através da alternância e troca das várias partes do texto por grupos diferentes.

 

MELODIA E FORMA

 

  • Trautear a melodia, sem texto, por frases repetindo de forma expressiva e variada até que o grupo interiorize a melodia, acrescentando-lhe a letra posteriormente;

  • Dividir o grupo em função da forma da música (ABA), um grupo canta a parte A e o outro a B e depois trocam e posteriormente todos cantam toda a canção;

  • Cantar a canção com a versão áudio melodia com acompanhamento interpretando várias intensidades (p, m-f e f);

  • Cantar a canção expressando diferentes emoções e sentimentos;

  • Cantar a canção à capella (sem acompanhamento) para terem uma melhor perceção da afinação;

  • Cantar a canção com acompanhamento instrumental de ostinatos harmónicos básicos e/ou execução instrumental da melodia executados por alunos que não a cantem.

  • Acompanhar a canção com instrumentos de percussão da sala de aula e/ou sons corporais que possam assemelhar-se ou complementar alguns usados nas gravações ouvidas e/ou visionadas;

  • Cantar a canção associando a sua pulsação ao movimento livre e indiferenciado que a mesma induz a cada um dos alunos, explorando-a enquanto indutora de liberdade interpretativa e criativa;

  • Cantar melodias improvisadas por cima da versão áudio - acompanhamento, estimulando assim a criatividade individual e em grupo.

 

SABER MAIS

 

Ouvir diversas versões |1| |2| |3| |4| da mesma canção e conversar sobre as diferenças musicais.

 

Song pdf
Download
Score
Lyrics

Ay, linda amiga

 

Ay linda amiga que no vuelvo a verte

Cuerpo garrido que me lleva la muerte

 

No hay amor sin pena, pena sin dolor

Ni dolor tan agudo como el del amor

Ni dolor tan agudo como el del amor

 

Ay linda amiga que no vuelvo a verte

Cuerpo garrido que me lleva la muerte

 

Ay linda amiga que no vuelvo a verte

Cuerpo garrido que me lleva la muerte

 

Levanteme madre, al salir el sol

Fui por los campos verdes a buscar mi amor

Fui por los campos verdes a buscar mi amor

 

Ay linda amiga que no vuelvo a verte

Cuerpo garrido que me lleva la muerte

TAGS
morte dor corpo
A Minha Lista